top of page

Alemanha aprova lei que pode injetar US$415 bilhões em Bitcoin

Nova lei (Fund Allocation Act) entrou em vigor no dia 01/Julho/2021. US$415 bilhões representa 2/3 do Market Cap atual do Bitcoin.



Uma nova lei (Fund Location Act) entrará em vigor na Alemanha nesta quinta-feira (1). Como resultado, é possível que até R$ 2 trilhões sejam injetados em Bitcoin e Ethereum.


De acordo com o portal alemão t3n, a lei permitirá que fundos de investimento possam alocar até 20% de seu patrimônio em BTC e ETH. Anteriormente, os fundos eram proibidos de realizar alocações em criptomoedas, independentemente do valor ou percentual.


A permissão abarcará 4 mil fundos especiais, os chamados Spezialfonds. Esses fundos são restritos a investidores institucionais e possuem, em conjunto, € 1,87 trilhão em patrimônio. O valor corresponde a R$ 11 trilhões na cotação atual.


Acesso a grandes investidores


A medida representa um passo importante para que bancos possam investir em criptomoedas. O BTC, por exemplo, é reconhecido como instrumento financeiro pela CVM alemã (BaFin) desde 2020. Agora, os Spezialfonds alemães poderão utilizá-lo como tal.


Segundo a lei, os fundos são livres para escolher quanto querem investir. Também será possível escolher entre BTC, ETH ou investir em ambos, desde que respeitado o limite de 20%.


Para Sven Hildebrandt, CEO of Distributed Ledger Consulting (DLC), a medida é um grande avanço, visto que esses fundos são o maior veículo de investimento do país. Portanto, o BTC estará disponível não apenas para mais investidores, como também para os mais ricos.


“Isso não acontecerá da noite para o dia, mas estamos falando sobre o maior veículo de investimento que temos na Alemanha. Literalmente todo o dinheiro está lá”, disse Hildebrandt.


Eles são livres para escolher o quanto investir até 20%, com essa lei ser uma implementação de uma diretiva da União Europeia, sugerindo que essa nova permissibilidade esteja chegando à Europa.


Lei pode abarcar União Europeia


Segundo a reportagem, a nova lei implementa uma diretiva da União Europeia, estabelece regras para a distribuição transfronteiriça dos fundos de investimento. O objetivo da lei é simplificar e uniformizar as regras para investidores e fundos.


Ou seja, a Alemanha, como maior economia da Europa, estabeleceu um importante precedente.


No entanto, a lei abrange apenas os Spezialfonds, ao passo que os fundos abertos ao investidor de varejo seguem proibidos de investir em criptomoedas. A Associação Federal de Investimentos Alternativos da Alemanha (BAI, na sigla em alemão) já solicitou a liberação geral.


“Em um mundo cada vez mais digital, era imperativo para nós que os investimentos em criptoativos sejam permitidos pelo menos para os fundos de varejo”, disse Frank Dornseifer, diretor da BAI.


Commentaires


bottom of page