top of page

Bitcoin recupera 11% com Fed no radar

Otimismo aponta que mercado já pode ter absorvido decisão do Fed que será anunciada hoje, mas especialistas pedem cautela.



O Bitcoin (BTC) amanhece em terreno positivo e é negociado a US$ 37.706 nesta manhã, em sinal de otimismo dos investidores sobre o resultado da reunião do comitê de política monetária do Federal Reserve (Fed) que será realizada hoje. Em relação às últimas 24 horas, os ganhos são de 2,7%.


O salto no preço pode indicar que o mercado já absorveu o possível anúncio de quatro a cinco altas de juros em 2022. No entanto, analistas permanecem cautelosos e alertam para uma possível retomada falsa, em que o preço salta e anima usuários a voltarem ao mercado apenas para cair novamente em meio a uma nova onda de vendas.


De qualquer forma, a subida de hoje já faz a criptomoeda avançar mais de 11% desde que atingiu a casa dos US$ 33.500 na segunda-feira (24), no auge da liquidação em massa vista no mercado de criptoativos.


O Bitcoin também não parece ter sido afetado pelo posicionamento do Fundo Monetário Internacional (FMI), que exigiu que El Salvador deixe de usar a criptomoeda como uma das moedas oficiais do país. O FMI sugeriu que o uso do BTC pode prejudicar a negociação de dívidas junto à entidade.


Por outro lado, uma nova esperança de que as criptomoedas não serão banidas da Rússia ajudou a manter os ânimos. O ministério das finanças russo saiu ontem em defesa de uma regulação do setor de cripto, o qual não considera que deva ser banido, conforme havia proposto o banco central do país.


“Estamos começando a ver flashes da demanda de players que reconhecem a proposta de valor de longo prazo da criptomoeda”, disse Joel Kruger, estrategista da LMAX Digital, à CoinDesk.


Já a casa de análise Arcane Research observou em um boletim divulgado ontem que o preço do Bitcoin teve uma “recuperação substancial” com um aumento de volume na exchange de criptomoedas Coinbase durante o final do pregão dos EUA na segunda.


Para os analistas, é possível que algum grande comprador, como a MicroStrategy, tenha ajudado a levantar todo o mercado ao oferecer um prêmio no preço do Bitcoin na Coinbase, que é muito utilizada por investidores institucionais por ser uma das mais reguladas do mundo.


Diversas altcoins acompanham o movimento do Bitcoin, com as principais do ranking de 100 maiores, como Ethereum (ETH), Binance Coin (BNB) e Solana (SOL), subindo entre 2% e 3%. Várias sobem dois dígitos, caso da Gala (GALA), campeã de retornos em 2021, que registra alta de 15% hoje. Já a Polygon (MATIC) sobe 10%.


O destaque do dia é a blockchain Waves (WAVES), cujo token dispara 35% após traders adotarem a plataforma para obter maiores rendimentos para suas criptomoedas em protocolos de finanças descentralizadas (DeFi).


Fonte: InfoMoney

Comments


bottom of page