top of page

Empresa do Vale do Silício vai investir US$ 600 milhões em startups de criptomoedas

A empresa de capital de risco Sequoia Capital quer se envolver cada vez mais com projetos focados apenas em criptomoedas.



Sequoia Capital, empresa de capital de risco do Vale do Silício, lançou um novo fundo para investir US$ 600 milhões exclusivamente em criptomoedas.


Nesta quinta-feira (17), a Sequoia Capital anunciou que o Sequoia Crypto Fund será usado para tokens líquidos e criptoativos.


A empresa separou entre US$ 500 milhões e US$ 600 milhões, segundo a publicação em seu site. Sequoia Capital é uma empresa com 50 anos de existência e que já fez enormes investimentos no setor cripto.


“O Sequoia Crypto Fund complementa nosso amplo comprometimento com cripto”, afirmou a companhia. “Nosso objetivo com esse fundo é participar mais ativamente em protocolos, apoiar melhor projetos focados apenas em tokens e aprender fazendo nós mesmos”.


“Continuamos comprometidos em trabalhar de forma colaborativa com a comunidade cripto, incluindo o apoio contínuo para pesquisas de código aberto”.


A empresa acrescentou que foi convidada por sua rede no setor cripto a ter um “papel mais ativo na gestão” de seus tokens – incluindo o staking.


Staking se refere ao processo em que usuários bloqueiam suas criptomoedas, geralmente para oferecer liquidez a um protocolo ou a uma rede, em troca de recompensas em tokens.


Também pode se referir ao processo em que operadores de redes proof of stake (PoS) bloqueiam seus tokens para validar transações na blockchain.


Redes de criptomoedas de peso como Solana (SOL) e Tezos (XTZ), já usam esse mecanismo de consenso enquanto Ethereum (ETH), a segunda maior criptomoeda por capitalização de mercado, está em processo de migração para esse novo modelo que substitui a mineração tradicional.


PoS é diferente do consenso de Proof of Work (PoW) do Bitcoin, que depende de bem mais energia.


Sequoia Capital já firmou parceria com alguns dos maiores nomes do mundo cripto, incluindo Sam Bankman-Fried, CEO da corretora FTX, e Jack Dorsey, cofundador do Twitter e grande entusiasta do bitcoin.


Fonte: Portal do Bitcoin

Kommentare


bottom of page