top of page

EUA impõem sanções a mineradora russa de Bitcoin

As medidas foram implementadas após o FMI alertar que a Rússia poderia tentar usar a mineração de Bitcoin para evitar sanções do ocidente.



O governo dos EUA sancionou hoje a BitRiver, uma mineradora russa de Bitcoin (BTC), com o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro, colocando a companhia com sede em Moscou, em sua lista de Nacionais Especialmente Designados.


Dez subsidiárias com sede na Rússia da BitRiver AG, holding da BitRiver com sede na Suíça, também foram adicionadas à lista.


Esta é a primeira vez que os EUA sancionam uma empresa de mineração de Bitcoin e criptomoedas.


“O Tesouro também está tomando medidas contra empresas do setor de mineração de moeda virtual da Rússia”, disse um comunicado do governo divulgado na quarta-feira.


“Ao operar vastas fazendas de servidores que vendem capacidade de mineração de moeda virtual internacionalmente, essas empresas ajudam a Rússia a monetizar seus recursos naturais.”


A declaração afirma que a Rússia possui uma clara vantagem competitiva para a mineração de Bitcoin.


“A Rússia tem uma vantagem comparativa na mineração de criptomoedas devido aos recursos energéticos e ao clima frio.


No entanto, as mineradoras dependem de equipamentos de informática importados e pagamentos fiduciários, o que as torna vulneráveis ​​a sanções.”


No entanto, apesar dos esforços, uma grande parte dos equipamentos produzidos para a mineração de Bitcoin é fabricada em empresas chinesas.


O anúncio ocorre um dia depois que o Fundo Monetário Internacional divulgou um relatório alertando que a Rússia poderia tentar usar a mineração de Bitcoin para evitar sanções do ocidente.


Os Estados Unidos, de acordo com a declaração do Tesouro de hoje, “estão comprometidos em garantir que nenhum ativo, por mais complexo que seja, se torne um mecanismo para o regime de Putin compensar o impacto das sanções”.


O FMI teme que a Rússia possa utilizar o excedente dos seus recursos energéticos para minerar Bitcoin, visto a diminuição do consumo dos recursos russos devido às sanções impostas ao país.


“Com o tempo, os países sancionados também poderiam alocar mais recursos para evitar sanções por meio da mineração.


A mineração de blockchains de uso intensivo de energia, como o Bitcoin, pode permitir que os países monetizem recursos energéticos, alguns dos quais não podem ser exportados devido a sanções.” – Afirmou o documento do FMI.


Fonte: Criptonizando

Comments


bottom of page