top of page

Honduras pode reconhecer oficialmente o Bitcoin como moeda legal nos próximos dias

Honduras pode ser a próxima nação a reconhecer formalmente o Bitcoin (BTC) como moeda legal, seguindo El Salvador.



Honduras pode ser a próxima nação a reconhecer formalmente o Bitcoin (BTC) como moeda legal, seguindo El Salvador.


Recentemente, o presidente do país, Xiomara Castro, declarou que El Salvador não deveria ser o único país “escapando da hegemonia do dólar”.


Além disso, ele enfatizou que era direito de Honduras “avançar para o Primeiro Mundo”. Isso pode incluir um novo sistema financeiro e modernizações para a nação.


Nesse sentido, Castro afirmou que irá anunciar todas as medidas de avanço para a nação ainda nesta semana. Mesmo sem dizer nada sobre o Bitcoin, declarou que é chegado a hora do dólar deixar de ditar as regras na nação.


As declarações coincidem com as feitas pelo presidente de El Salvador, Nayib Bukele, que disse que em contato com outras nações da América Central verificou que seu país não estará sozinho com relação ao Bitcoin.


Além disso, o renomado defensor de criptomoedas Max Keiser, que passava um tempo na região e arredores, tuitou a bandeira de Honduras em 18 de março, sugerindo que algo pode realmente estar acontecendo por lá.


Bitcoin em Honduras


Até o momento, Honduras não tem um histórico nem a favor nem contra as criptomoedas. Recentemente, a nação ganhou seu primeiro caixa eletrônico de Bitcoin e Ethereum na capital Tegucigalpa. O caixa vai permitir que os usuários comprem os ativos digitais usando a moeda local Lempira.


Curiosamente, Honduras – que faz fronteira com El Salvador – é apenas o 40º país previsto para permitir que a criptomoeda seja usada como moeda legal, de acordo com os votos da comunidade no CoinMarketCap.


Os três primeiros países que os usuários preveem que serão os próximos a fazê-lo são Paraguai, Venezuela e Anguilla. Em seguida, vêm os Estados Unidos em quarto lugar.


O primeiro país do mundo a adotar o Bitcoin como moeda legal foi El Salvador, no outono de 2021. No entanto, pesquisas mostram a falta de confiança geral de seu povo nesse ativo digital.


Fonte: CriptoFácil

Comments


bottom of page