top of page

Índia propõe lei para proibir criptomoedas privadas

Com isso, o que podemos esperar para o futuro, não apenas da Índia, é uma total vigilância do governo, cada vez mais intrusiva e desnecessária



A Índia, segundo país mais populoso do mundo, está buscando formas de banir todas as criptomoedas privadas, como o Bitcoin, para proteger sua futura CBDC (Moeda Digital de Banco Central). O problema é que podem estar indo longe demais.


Segundo informado pela Reuters, o resumo do projeto de lei aponta que o país está querendo proibir todas atividades relacionadas a criptomoedas e quem desrespeitar a lei poderá ser preso, sem direito a fiança.


O primeiro ministro indiano, Narendra Modi, alertou que as criptomoedas representam um risco para as gerações mais jovens e, caso caiam nas mãos erradas, podem arruinar os jovens. A proibição de criptomoedas proposta é o último movimento de uma grande economia desde que a China baniu, em setembro, todas as negociações de criptomoedas.


Contudo, o Banco Central da Índia (RBI) usará a tecnologia blockchain, porém centralizada, para emitir a sua moeda. Basicamente usufruindo de parte da criação de Satoshi Nakamoto, o sistema de pagamento, e jogando na cadeia quem utilizar a outra parte dela, a moeda.


Mão de ferro


A proposta de lei da Índia sobre o banimento das criptomoedas mostra que o governo indiano está desesperado para tentar salvar a sua moeda estatal que em breve terá uma versão digital através de uma CBDC.


Caso aprovada, esta lei impactará na vida de mais de 1 bilhão de pessoas. Somado à China, país mais populoso do mundo que também baniu as criptomoedas, isso significa que cerca de 30% da população mundial estará vivendo em uma ditadura monetária.


“Proibição geral de todas as atividades de qualquer indivíduo para minerar, gerar, manter, vender (ou) negociar [moedas digitais como] meio de troca, reserva de valor e uma unidade de conta”


A citação acima foi apresentada pela Reuters que teve acesso a um resumo desta proposta de lei. E ela fica pior, afinal, o governo poderá realizar prisões sem mandado, bem como tornar este crime inafiançável.


Embora cidadãos de todos países já sejam obrigados a aceitar uma moeda nacional pela venda de bens e serviços, a Índia parece ter ultrapassado os limites do bom senso ao propor esta lei que fere o direito de escolha do indivíduo.


CBDC da Índia


Banindo as criptomoedas e introduzindo a sua própria CBDC, a Rúpia Digital, em breve o governo terá total controle sobre a vida financeira de cada cidadão indiano, podendo não apenas congelar saldos como também criar sistemas como score de créditos.


Com isso, o que podemos esperar para o futuro, não apenas da Índia, é uma total vigilância do governo, cada vez mais intrusiva e desnecessária, onde governos continuarão com seus monopólios monetários e desvalorizando as suas moedas.


Para quem não deseja viver neste provável mundo não tão distante, é necessário brigar pelo direito de usar o Bitcoin, uma moeda apolítica, com emissão controlada e sem fronteiras e censura.


Fonte: Livecoins

Bình luận


bottom of page