top of page

Lugano, na Suíça, segue El Salvador e adota Bitcoin como moeda legal

Além do bitcoin, o dólar tether e o LVGA, uma moeda estável lastreada no franco suíço, também ganharam o mesmo status.



A cidade de Lugano, localizada na parte italiana da Suíça, se tornou a mais nova região a estabelecer o Bitcoin (BTC) como moeda legal, seguindo os moldes de El Salvador.


Além do bitcoin, o dólar tether e o LVGA, uma moeda estável lastreada no franco suíço, também ganharam o mesmo status de moeda oficial e poderão ser amplamente utilizadas no comércio e para o pagamento de impostos.


O anúncio foi feito ontem em um evento com representantes da cidade e os parceiros das empresas Theter Limited e Blockstream.


O anúncio foi registrado por um transação de 0,021 btc enviados para os cofres da cidade pela Tether, com uma mensagem escrita no OP_Return:


“Lugano 03/Mar/2022 Tether e a Cidade de Lugano concordam em implementar Plano ₿”.


O evento foi coberto com uma tradução simultânea em português no canal da Criptomaníacos no YouTube.


O que muda?


Como destacado pelas falas do evento, o objetivo principal do Plano B é ​​”construir um centro de excelência para adoção de blockchain na Europa”.


A cidade, apesar da pequena população de 63 mil habitantes, é um centro educacional e conta com 3 universidades, que oferecerão cursos e treinamentos voltados para o Bitcoin e para as tecnologias descentralizadas.


Por meio de apoio ao setor, a cidade planeja também atrair startups e empresas engajadas com o Bitcoin como forma também de aquecer a economia local.


A cidade também sediará o Bitcoin World Forum, um evento que contará neste ano com a presença do lendário criptógrafo Adam Back.


“Lugano é uma cidade vibrante, cheia de inovadores e pensadores do futuro. Como a maior stablecoin do mundo, vislumbramos um futuro em que empresas de todos os tamanhos e escalas sejam capazes de alavancar plataformas blockchain para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos locais, fornecendo serviços financeiros e diários mais sustentáveis, transparentes e confiáveis. Estamos ansiosos para que Lugano se torne um modelo para adoção global.” – Disse Paolo Ardoino, CTO da Tether.


Espera-se que Lugano, cuja língua oficial é o Italiano, se torne um centro e uma referência global para o Bitcoin na Europa, e que outras cidades, regiões ou mesmo países sigam o seu exemplo de pioneirismo.


Além disso, a cidade pretende ser também um centro para a mineração verde de Bitcoin. Está nos planos utilizar a energia excedente desperdiçada diariamente nas residências para a mineração, uma atividade essencial para a rede.


Mais locais a caminho


Samson Mow, um conhecido nome dentro da comunidade do Bitcoin, anunciou recentemente que está deixando a Blockstream para se dedicar a ajudar governos e nações a adotar o Bitcoin.


Mow foi uma das principais pessoas por trás da adoção do Bitcoin por El Salvador, e agora está focado em levar o cripto-ativo para diferentes localidades.


Fonte: Investing.com

Comments


bottom of page