top of page

Metade dos investidores de Bitcoin entraram no mercado este ano

Pesquisa recente da Grayscale mostra que mais da metade dos investidores que compraram Bitcoin entraram no mercado de criptomoedas este ano



Mais da metade dos investidores que compraram Bitcoin (BTC) entraram no mercado de criptomoedas este ano. Foi o que afirmou uma pesquisa recente da empresa de gestão de ativos Grayscale Investments.


De acordo com o levantamento, que entrevistou 1.000 investidores nos EUA, em agosto, 26% deles já investiram em BTC. Destes, 55% compraram a criptomoeda pela primeira vez em 2021.


A pesquisa da Grayscale também descobriu que 87% dos investidores que entraram no mercado de criptomoedas e compraram BTC têm investimentos em uma ou mais moedas digitais além do Bitcoin. As altcoins mais populares entre os investidores são Ethereum (ETH) e Dogecoin (DOGE).


Para quem é novo no mercado de criptomoedas, uma altcoin é qualquer criptomoeda que não seja o bitcoin, como, por exemplo, o Ethereum (ETH), Cardano (ADA), Solana (SOL), dentre inúmeras outras. Essa diferenciação existe pois o bitcoin é a moeda dominante, representando mais de 40% da capitalização total de mercado.


Ainda segundo o estudo, a proporção de entrevistados que manifestaram interesse no BTC subiu para 59% este ano. Em 2019 eram 36% e, em 2020, 55%.


Conforme destacou Michael Sonnenshein, CEO da Grayscale Investments, os resultados da pesquisa “confirmam uma proliferação” de investidores considerando adicionar BTC a seu portfólio de longo prazo.


Enquanto 55% dos investidores definem o Bitcoin como um “investimento de longo prazo”, a taxa de quem o vê como um “investimento de curto prazo” é de 37%.


Ainda, quase 80% dos entrevistados disseram que estariam mais propensos a colocar dinheiro nessa classe de ativos se um fundo negociado em bolsa (ETF) de Bitcoin à vista existisse, um produto que os reguladores norte-americanos ainda não aprovaram.


Crescimento do mercado cripto


De qualquer forma, os resultados ressaltam o crescimento explosivo que as criptomoedas tiveram este ano. O Bitcoin, por exemplo, valorizou cerca de 70% desde o dia 1º de janeiro. Já o Ethereum saltou 456% no acumulado do ano.


“Está se tornando cada vez mais difícil para os investidores ignorarem o Bitcoin à medida que seu preço continua subindo”, diz a pesquisa.


Por fim, a pesquisa observa que as preferências dos investidores sobre como comprar criptomoedas estão mudando.


Em 2020, mais de três quartos disseram que preferiam comprar Bitcoin por meio de uma exchange. Agora, cerca de 60% dizem que preferem negociar por meio de um aplicativo cripto como da eToro ou da Coinbase.


Fonte: Investing.com

Comments


bottom of page