top of page

SEC aprova ETF bitcoin de futuros

A ProShares deve lançar seu ETF futuro de bitcoin na próxima semana. A aprovação abre o mercado de criptomoedas para uma base mais ampla de investidores.



Depois de anos de tentativas de diversas instituições financeiras, o investimento em criptomoedas está finalmente se abrindo para as massas com a aprovação tácita nos EUA de um ETF (fundo negociado em bolsa) de futuros de bitcoin.


A SEC (Securities and Exchange Commission), equivalente à nossa CVM, porém nos EUA, deu luz verde aos ETFs de futuros de bitcoin pela primeira vez na sexta-feira (15), depois que os cinco comissários do regulador se reuniram para discutir o assunto.


A ProShares, que entrou com pedido de seu ETF bitcoin no verão passado, pode ser o primeiro a ser lançado na próxima semana. A empresa apresentou um prospecto alterado pós-efetivo (post-effective amended prospectus) em 15 de outubro, declarando que seu pedido deve ser lançado na segunda-feira, 18 de outubro, embora o fundo possa não começar a ser negociado imediatamente.


É importante salientar que ETFs de futuros, conhecidos como futures-backed ETFs, não oferecem exposição direta à moeda, e sim a contratos que se baseiam na mesma. Trata-se, portanto, de um "fundo baseado em papéis", por assim dizer. Diversas instituições de investimento têm pressionado a SEC a aprovar fundos que oferecem exposição direta ao bitcoin, conhecidos como spot-backed ETFs, ou ETFs baseados no mercado à vista. Isso as permitiria alocar seus recursos diretamente em bitcoin.


A SEC, por ora, sinalizou interesse em aprovar apenas ETFs de futuros. O presidente da SEC, Gary Gensler, indicou que acredita que os produtos baseados em futuros podem oferecer uma proteção mais forte ao investidor devido às leis sob as quais operam.


Sinal encorajador


O presidente da ETFStore, Nate Geraci, disse à CoinDesk que o feito é “um passo à frente” para ativos digitais e os une ao setor financeiro mais tradicional.


“É um sinal encorajador para o futuro do mercado cripto ver o presidente da SEC, Gensler, se sentir confortável em ajudar os investidores convencionais a terem acesso facilitado ao bitcoin”, disse ele por e-mail. “A disponibilidade de um ETF de bitcoin agora trará mais investidores para o mercado.”


James Seyffart, analista da Bloomberg Intelligence, também confirmou à CoinDesk que o prospecto da ProShares é um sinal de que o fundo está lançando.


Ele também antecipa o lançamento do ETF baseado em futuros para atuar como uma ponte para o lançamento de um ETF baseado no mercado à vista.


Seyffart observou que o documento alterado do ProShares removeu a linguagem sobre o fundo possivelmente investindo em bitcoin ETFs canadenses como uma espécie de hedge.


“Parece que a SEC realmente não gostou dessa linguagem”, disse ele. “Mas eles estão seguindo as diretrizes padrão e permitindo que o primeiro a arquivar pedido seja lançado antes dos demais.”


O que esperar para o futuro próximo


Os participantes da indústria há muito buscam lançar um ETF de bitcoin. Os fundadores da Gemini, Tyler e Cameron Winklevoss, solicitaram a aprovação de um ETF pela primeira vez em 2013. A SEC rejeitou todos os pedidos anteriores, e ainda não avaliou mais de 30 outras solicitações recentes.


É provável que a SEC só permita, neste ano, o lançamento de ETFs baseados em futuros. Os comentários de Gensler apoiando ETFs de futuros sugerem que ele não permitirá que um ETF de mercado à vista seja lançado no curto prazo.


“Duvido muito que a SEC aprove o produto este ano”, disse Seyffart.


Fonte: Coindesk

Comments


bottom of page